HIPERAUTOMAÇÃO: SAIBA O PORQUE VOCÊ PRECISA FICAR ATENTO A ESSA TENDÊNCIA TECNOLOGICA!

Mas afinal, o que é Hiperautomação?

A temática é complexa. Isso porque a internet foi criada há bastante tempo e desde então, aconteceram transformações em empresas, pessoas e na sociedade. Nos próximos anos ocorrerão diversas mudanças em um ritmo de velocidade muito mais rápido e a Hiperautomação será uma das peças-chave desse processo.

A consultoria Gartner apontou a Hiperautomação como a tendência estratégica número um em seu relatório “Top 10 Strategic Technology Trends for 2020”.

O que esse termo significa e por que as empresas precisam prestar atenção nesse conteúdo?

 

Hiperautomação é a combinação de tecnologias e conhecimentos que as empresas precisam para tornar o processo de trabalho automatizado. Um conjunto híbrido entre ferramentas de automação de processos (RPA), machine learning, inteligência artificial e iBPMS que  permite desenvolver automações que atendam às reais necessidades do modelo de negócio e traga mais valor e resultado para a empresa.

 

Além da definição, é preciso entender o propósito da aplicação da tecnologia que deve está focada em pessoas (People-Centric), já que a tecnologia impacta diretamente consumidores, empregados, parceiros e, de forma geral, a sociedade. 

Dentro desse contexto é natural que o formato atual do trabalho passe por uma mudança  profunda, onde será necessário ficar atento para termos a capacidade de adaptação e expansão das potencialidades humanas. 

 

De que forma o trabalho está mudando?

 

O ano de 2020 vem provocando variações consideráveis para a aplicação da tecnologia no contexto organizacional.

 

E aí, o exemplo da obrigatoriedade do home office vem à tona, assim como a explosão da popularidade de ferramentas antes usadas ocasionalmente, como Zoom e Google Meet. Professores, engenheiros, médicos ou profissionais de saúde mental, diversas profissões tiveram que se adaptar a essas ferramentas por questão de necessidade e assim o mundo virtualizou-se da noite para o dia. 

 

No entanto, é preciso salientar que esse foi só o topo de um processo que não iniciou neste ano, e sim de uma perspectiva superficial do que está acontecendo a algumas décadas, onde o formato do trabalho está se alterando a uma velocidade cada vez maior. 

 

Já devem ter visto artigos que falam de alguns dos temas abaixo:

85% das profissões que existirão em 2030 ainda não foram inventadas;

10 profissões que deixaram de existir até do 2030.

 

O fato é que sim, o mundo está passando por um momento de mudança, na realidade ela nunca deixou de existir, porém nunca foi tão rápido como agora. 

 

Paralelo a essa temática, é possível observar como o formato atual de trabalho precisa de modificação com urgência, pois é perceptível o aumento significativo da sociedade adoecida por depressão, ansiedade e estresse. Isso reflete também nos conteúdos que mais estão sendo consumidos, como o tema Propósito. 

 

Entender o verdadeiro sentido do que está sendo feito agora ganhou uma importância ainda maior. Anteriormente, era necessário somente saber o que fazer. Agora a reflexão imediata é o porque fazer?

 

Em resumo, estamos caminhando para uma drástica reorganização no mercado de trabalho e eu faço parte dessa transição que impactará em profissões, formatos, contratos, mas que principalmente permitirá o humano ser mais humano, deixando todas as atividades que não potencializa o seu talento e criatividade humana para as automações. 



Como saber se sua empresa precisa dessa tecnologia?

Fiz um checklist que poderá ajudá-los a entender se este é o momento oportuno para dar os primeiros passos na adoção dessas tecnologias no seu processo de negócio. E caso sua resposta seja positiva para pelo menos 05 dos 20 itens abaixo, acredite, está na hora de repensar o modus operandi da sua empresa. 

 

1- Reduzir margem de erros com a manipulação de dados internos 

2- Escalar a produtividade de forma exponencial

3- Eliminar processos burocráticos demorados

4- Ter mais confiança e acuracidade dos registros e informações 

5- Integrar diferentes sistemas com diferentes funcionalidades

6- Facilitar a comunicação dos dados entre empresas, departamentos e processos

7- Ganhar tempo reduzindo preenchimento de fichas e formulários 

8- Melhorar a auditoria e a governança corporativa

9- Desburocratizar a empresa de maneira inteligente

10- Rastrear as informações de maneira rápida e segura

11- Otimizar processos para diferentes tipos de inserção de dados

12- Varrer dados disponíveis e utilizá-los como business analytics

13- Tomar melhores decisões mediante cruzamento de dados

14- Reduzir turnover e custos com treinamento operacional 

15- Migrar dados para diferentes plataformas

16- Controlar performance de forma rápida e segura

17- Fazer projeções mais seguras mediante análises preditivas

18- Conduzir os talentos humanos para atividades menos operacionais

19- Melhorar de maneira significativa a experiência dos cliente

20- Reduzir custos, aumentar performance e conquistar mais resultados

Quer saber mais sobre como iniciar o processo de hiperautomação da sua empresa ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close Bitnami banner
Bitnami